Nilson Leitão participa de lançamento do Projeto Semear, em Sinop

O deputado federal Nilson Leitão, participou nesta quarta-feira (19), do lançamento de uma nova etapa do Projeto Semear, que qualificou 10 reeducandos do presídio Osvaldo Florentino Ferreira (Ferrugem), para o plantio de hortaliças no entorno da unidade, no Bairro Alto da Glória, em Sinop.

O projeto é desenvolvido em parceria entre a Prefeitura de Sinop, através da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Judiciário e Conselho da Comunidade e começou há cerca de dois meses com a escolha dos reeducandos e um treinamento feito pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Segundo o juiz João Manoel Pereira Guerra, titular da 3ª Vara Criminal, a cada três dias trabalhados o reeducando ganha um dia de remissão na sua pena. Pelo trabalho na horta do presídio, cada reeducando receberá um salário mínimo. O valor será dividido em três partes, sendo uma para ele, outra para a família e uma terceira quantia depositada em uma poupança, para que ao deixar o sistema prisional, o reeducando tenha dinheiro para recomeçar a vida.

“Grandes obras todo mundo faz, mas recuperar as pessoas é o principal objetivo do serviço público”, disse Nilson Leitão, elogiando a iniciativa. O parlamentar prometeu entregar à prefeita Rosana Martinelli, um projeto para ser trabalhado na recuperação de menores infratores.

A prefeita Rosana Martinelli destacou o sucesso das parcerias. Hoje reeducandos do presidio “Ferrugem” trabalham na limpeza da cidade. Ela informou que em breve um novo grupo de reeducandos estará atuando na confecção de fraldas, que serão usadas no serviço público de saúde. O equipamento será adquirido pela prefeitura.

Martinelli agradeceu ao deputado Nilson Leitão pelo empenho em conseguir que a Esquadrilha da Fumaça se apresente em Sinop na tarde do próximo sábado (22). Ela também lembrou o apoio do parlamentar junto com o deputado estadual Dilmar Dal´Bosco (DEM) em conseguir recursos para as festividades de aniversário de Sinop junto ao governo do Estado. “O Estado tem nos ajudado e nós queremos continuar, cada um fazendo a sua parte. Que essa parceria continue por muito tempo”, disse a prefeita.

A horta está sendo cultivada em uma área de um hectare ao lado da unidade prisional. A produção inicial será de alface e pepino para o consumo interno. O excedente poderá ser comercializado.

Participaram do ato, o secretário de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários, Suelme Evangelista, secretário de Justiça e Direitos Humanos, Cel Airton Benedito Siqueira Junior, secretário de Desenvolvimento Econômico de Sinop, Daniel Brolese, o presidente do Conselho da Comunidade, Denovan Isidoro, o diretor do presídio, João Batista Alves Borba, vereadores e empresários parceiros do projeto.

Adicionar comentário