Proposta de Nilson Leitão de corte de despesas de custeio no Orçamento é aceita pelo relator

Proposta de Nilson Leitão de corte de despesas de custeio no Orçamento é aceita pelo relator

Na semana passada, o deputado Nilson Leitão (MT), Líder do PSDB na Câmara, apresentou proposta de corte de 20% nas despesas de custeio administrativo para o Orçamento de 2019 do Governo Federal – não afetando recursos para saúde e educação, por exemplo, ficando restrito a gastos com diárias, passagens, combustível para veículos oficiais e outras despesas semelhantes.

Ontem, segunda-feira (04/06), o senador Dalirio Beber (PSDB-SC), relator do PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias), acatou parte da proposta em seu relatório: corte de 10% nas despesas de custeio administrativo para o ano que vem. Beber também incluiu a proibição de aquisição de automóveis para integrantes de qualquer um dos Poderes e ministros de Estado.

“Não é tirar o combustível da ambulância, mas sim do carro do ministro”, tem explicado Nilson Leitão sobre sua proposta. Para ele, “não vai ser nem preciso cortar na carne, vai ficar ainda na gordura – e é apenas o primeiro passo, pois existe espaço para diminuir ainda mais essas despesas”.

Depois de reunir as assinaturas necessárias, Nilson Leitão fará ainda hoje o protocolo de outras duas medidas que serão um reforço no corte de gastos: as PECs (Propostas de Emenda Constitucional) que diminuem a quantidade de deputados e senadores e limitam a verba de deputados estaduais a 50% da verba dos deputados federais – uma economia de mais de 5 bilhões de reais em quatro anos.

Adicionar comentário